SLIDE

16.8.16

Olimpíadas Rio: Eu fui! | Jogo Handebol Brasil X Espanha

Querido diário, realizei um sonho e que se alguém contasse para a Mari de 10 anos que ele se realizaria, acho que ela duvidaria sim. Mas esse sonho realmente aconteceu e foi inacreditável, juro! Faz exatamente uma semana que se tornou realidade, o sonho de viver uma Olimpíada. Tudo bem, que eu nunca fui atleta, não pratico esportes, mas sempre fui apaixonada pela capacidade do ser humano de superar os seus limites, obstáculos e dar o melhor de si. E é isso que os atletas fazem e não importa a modalidade, o sexo e até mesmo o país. Ah, mas vale lembrar, que a Mari de 10 anos, já sonhava em ser jornalista e qual jornalista não tem o desejo de ir as Olimpíadas? Então, vocês já devem imaginar que a Mariana de 10 anos está transbordando de felicidade e a de 26 fingindo costume. Só que não, né?! É impossível fingir costume, pois é uma emoção enorme.


E como eu disse acima, faz exatamente uma semana que eu realizei o sonho de ir as Olimpíadas. O dia 10 de Agosto, sem dúvidas ficará na memória! Valeu a pena acordar as 3 horas da manhã, ficar preocupada com a serração da Serra de Petrópolis, chegar ao Rio as 5 horas da manhã com um belo de um transito, passar aperto com o GPS que não queria funcionar e não funcionou, ficar com medo de errar o caminho até a Barra, parar no supermercado e ficar algumas horas esperando os amigos chegarem, fazer maquiagem no carro, tomar chuva… tomar mais um pouco de chuva, pagar R$25,00 pra andar em pé duas vezes apenas no BRT, chegar ao Parque Olímpico encharcada porque justamente no dia que você resolve ir as Olimpíadas, chove no Rio. Ah e como se não bastasse tudo isso, ainda ver o time feminino do Brasil perder no handebol. Mas confesso, que valeu a pena, pois realizei um sonho e não importa se a seleção não ganhou - apesar de eu querer ver elas ganharem - mas foi algo que sempre desejei e que um dia vou contar pros filhos.  


Assistam ao vídeo ▶▶




Encerro esse post de hoje, que foi super especial para mim escrever com uma frase do autor, Augusto Cury: "Sem sonhos, a vida não tem brilho. Sem metas, os sonhos não tem alicerces. Sem prioridades, os sonhos não se tornam reais". 


Nenhum comentário:

Postar um comentário