SLIDE

22.1.14

PLANILHA | Controlando as Finanças


Começo o post de hoje convidando você a fazer uma reflexão e se perguntar: Você se considera uma pessoa econômica ou pelo menos controlada? Recentemente, eu me fiz essa pergunta e cheguei a conclusão que eu já passei por várias fases de organização e desorganização financeira. Há alguns meses senti a necessidade de dar uma organizada na “casa”, afinal eu havia aberto uma empresa para o blog e com isso, ganhei uma boa responsabilidade. Comecei a andar com as minhas próprias pernas e ganhar independência financeira.


Ganhar dinheiro sem sombras de dúvidas é muito bom, ainda mais quando vem do nosso trabalho. Gastá-lo é melhor ainda, né?! Para conseguir me reorganizar resolvi criar uma planilha com um esquema bem fácil e simples, inclusive vou disponibilizá-la abaixo para download.
Antes de começar todo esse processo é sempre bom sabermos quanto ganhamos, o que é fácil se você tem um salário já fixo, o que não é meu caso e o mais importante saber quanto você gasta. Será necessário mais de um mês para essa planilha engrenar e você começar a conseguir juntar uma grana, pois tem meses que são diferentes, tiramos férias, temos gastos extras com IPTU e IPVA. Por isso é necessário mais de um mês para ter uma visão mais ampla das finanças.


A minha planilha é dividida em alguns itens: Moradia, Alimentação, Transporte, Saúde, Lazer, Escritório e outros gastos. Como eu disse anteriormente, bem simples a ao mesmo tempo eficiente. Para fazer download dela, clique na imagem abaixo, que vai te direcionar para outra página (SendSpace). Não precisa se cadastrar, apenas clique em iniciar o download e pronto! 
Antes de colocar a mão na massa é muito importante também, para o negócio fluir, guardar todas as notas fiscais e anotar em seguida na planilha. É fundamental que pelo menos uma vez por semana você anote para não esquecer ou perder aquele cupom. Se você paga suas despesas com cartão é mais fácil de controlar pelo extrato. Quando vocês passarem um mês anotando tudo perceberão como gastamos muito dinheiro com supérfluos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário